Manual de Identidade Corporativa

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Por Nuno Cruz,
Designer Gráfico AJNET,


Consistência é a chave para produzir uma identidade de marca forte.
Transformar um negócio numa ideia, num nome familiar é algo que requer atenção cuidadosa aos detalhes e um foco estrito em fazer com que a essência subjacente da marca pareça familiar para seu cliente-alvo.

Hoje em dia, uma marca é mais do que um logótipo ou um conjunto de cores específicas, tem histórias, personalidades e vidas que encorajam relacionamentos mais profundos e lucrativos com o público. Tudo, desde o posicionamento da marca até ao seu tom de voz, precisa misturar-se perfeitamente numa variedade de mídias, para criar uma experiência consistente para os seus clientes.

Um logótipo ou símbolo abriga as características visuais e verbais da sua empresa. Descreve os seus objetivos, o seu manifesto e a sua posição no mercado. Conforme o conceito do que define uma marca vai mudando, muitas empresas reconhecem a necessidade de conjunto de diretrizes de design.

Com o modelo certo de diretrizes, podemos  garantir que a marca seja reconhecida não apenas pelo seu logótipo, mas também pela sua atitude, personalidade, imagem e até mesmo seu tom de voz.

O que é um Manual de Identidade Corporativa?
Um Manual de Identidade Corporativa é um documento detalhado que uma marca usa para registar a maneira como se apresenta ao público. É uma ferramenta de referência para a marca e, às vezes, para terceiros e que mostra como a marca se apresentará, como soará e, finalmente, como será.

É uma série de guidelines da marca que ajudam as suas equipas a fornecer uma experiência consistente em todas as campanhas de marketing e uma ferramenta que será de grande ajuda para o atendimento ao cliente, vendas e, mais importante, às equipas de design.

Conteúdos:

História da marca: esta é sua introdução ao mundo. Imagine explicar a um estranho a essência da sua empresa. Isso ajuda os potenciais clientes a decidirem-se sobre os seus produtos ou serviços e deixa uma importante primeira impressão.

Logótipo: os manuais geralmente começam com o logótipo e as suas variantes. É importante estabelecer exatamente como o logótipo será usado nos projetos. Esta parte do guia mostrará a outros onde o logótipo deve ser colocado e como não deve ser usado. Também ajuda a evitar erros comuns, como redimensionar logótipos, alterar sua aparência e realinhar com o texto. Mostram exemplos de como o logótipo deve ser usado, qual o tamanho mínimo e a proporção ideal para o texto. Têm instruções sobre o uso do espaço em branco, a variação de cores e como o logótipo não deve ser modificado.

Paleta de cores: a consistência da marca depende quase inteiramente da sua paleta de cores. Algo a ter em mente é que designers diferentes têm os seus próprios estilos e usam programas diferentes para trabalhar. O manual deve incluir amostras das cores da marca e informações básicas, como os Pantones usados, cores de impressão e cores digitais.

Alguns manuais são extensos, enquanto outros são apenas documentos de uma página. O importante é ter em mente os elementos básicos da marca que o distinguem dos outros e criar pontos de referência para futuros projetos.

A identidade da marca é a personalidade da empresa. O seu manual é o conjunto de diretrizes de como o mundo reconhece e determina se deve ou não confiar na marca. A inconsistência confunde e afasta os clientes. Um manual de identidade ajuda a garantir que a empresa comunique de forma consistente em todos os suportes.

Para mais ideias subscreva

VAMOS IMPRESSIONAR JUNTOS?